domingo, 15 de março de 2009

O DESEJO Tertulia Virtual


aperta-me fortemente com os teus braços
quero sentir-te o desejo
admirar-te a inteligência
desejo falar contigo
fala comigo ao ouvido
desejo continuidade do momento
tu, não... descontinuidade, talvez...não sei
eu continuo na intensidade do desejo, do erotismo,
da paixão transbordante impossível de conter

sentimos o bailado das nossas pernas,
dos meus e teus braços,
dos nossos beijos,
fala-me de mil coisas,
apetece-me trincar-te,
o prazer de sermos desejados de modo contínuo,
com o nosso tacto, o teu odor... significam proximidade,
quero sentir-me assim,
as tuas mãos sobre a minha pele,
a mistura dos nossos seres,
o peso do teu corpo,
o entendimento do meus dedos sobre o teu corpo,
o furtivo desflorar... enquanto me dizes: quero sentir o teu sabor,
repete: quero sentir o teu sabor,
experimenta o arrepio do tecido leve sobre os meus bicos,
sentir o desejo,
anda e sente o desejo desnudado pela macia movimentação das minhas ancas,
tudo decorre ao longo de um registo contínuo...
os nossos sussurros... ai ai (teus)
sucedem-se ondas de sensações que nos transformam um no outro.

Este é o nosso desejo quando partilhamos a mesma experiência,
quando desejamos as mesmas coisas,
a mesma lua, o mesmo mar, o respirar o mesmo ar...
em tudo isto acredito sermos diferentes, sermos nós, eu e tu.

Teriamos ficado juntos lentamente abraçados
teriamos aspirado nosso perfume
não nos teriamos ido embora.
o meu desejo resiste e não desiste dessa ambição de
criar e apenas ser.


37 comentários:

  1. Lindo o poema que descreve o seu desejo!
    Obrigada pela visita e comentário no meu post.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Belo poema, cheio de charme, sensualidade e força de amor recíproco em desejos.

    Bjs e ótimo domingo pra ti.

    Chris

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito o seu poema. Descreve bem o seu "desejo". Parabéns.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  4. Cosegues nos fazer perceber a intensidade deste teu desejo ...teu e de tantos...como somos todos semelhantes...!! Lindo

    ResponderExcluir
  5. Um desejo de muitos que poucos conseguem aflorar tão bem,parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Um poema para descrever um ato natural e simples... Acredito que essa é nossa natureza, ver arte no cotidiano. Parabéns!
    Obrigada pela visita. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. O desejo do outro. Um e um: dois. Duas pessoas tornam-se uma só através do desejo compartilhado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Há uma força nesse desejo transbordante de que você fala que é impossível não senti-lo daqui e querer vivê-lo.
    Linda a sua poesia,lindo todo o sentimento que transborda por aqui.Parabéns pelo blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Um poema cheio de sensualidade, que transborda de dentro de vc, poucos conseguem passar com essa clareza o que sente,

    Obrigada pela visita!


    bjs

    ResponderExcluir
  10. "Na mais luminosa noite descanso ao corpo não dei, e de meus olhos nessa noite o sono eu apartei: aos brincos dela, as argolas dos tornozelos juntei" - Ibn al-Shantamari (Faro, séc.XII).

    ResponderExcluir
  11. Desejo de ser (mais do que de ter). Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Olá! Obrigada pela visita no Mariposando! Será sempre bem-vinda! Eu também apreciei os teus poemas. Este é explícito embora encoberto por um véu de ternura. Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Lindo o teu desejo! Cheio de ternura.Parabéns e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  14. É maravilhoso sentir desejo através da expressão do mesmo sentir demonstrado pelas palavras de uma mulher.

    Parabéns por sua participação.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Erupção,

    estive aqui umas vezes antes do seu post! E volto agora para agradecer sua visita ao Varal e seu bem humorado comentário. Os donos da casa quando dão festa ou recebem os amigos devem ter um comportamento recatado e atencioso com todos! Daí o nosso Victor Hugo estrelando a postagem do Varal. Mas agora que a festa esta no fim, podemos todos sair nus por aí....srsrsrs! De uma olhada na postagem da Liberté no seu OPEN CAFÉ! Lá a moça tirou a calcinha e cumpriu seus desejos com um café!
    Prometo ser mais ousado na próxima!

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Viva, Erupção!

    Desejo que irrompe, pujante e indomável.

    Abraço

    Ruben

    ResponderExcluir
  17. Oi, Carla!

    Uma postagem especial, querida... hoje a blogsfera brilho de tantos desejos, que sinto-me plena! Parabéns pelo texto e uma semana excelente prá ti.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Seu desejo em forma de poesia enriquece esta Tertúlia!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. muito lindo texto, muito sensual e delicado.bjs

    ResponderExcluir
  20. Intenso, sensual...lindo!


    Boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  21. Oi, Carla,

    Adorei tua presença lá no Cris . Fiquei feliz por vir até aquí e encontrar tantos amigos queridos. É a tal afinidade!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  22. Texto extremamente lúcido e, como tal. genuíno e bem real.
    Felicito-te com a modéstia das minhas palavras.

    ResponderExcluir
  23. Que poesia cheia de INTENSO DESEJO! Quando optamos por querer, os caminhos nunca são fáceis...

    ResponderExcluir
  24. que lindo seu texto, amei de paixão... parabens pela bela participação desta blogagem coletiva.... ja estou aguardando a proxima.

    abraços

    ResponderExcluir
  25. SER... A única palavra que consigo imaginar como a fusão de outras duas:

    EU e TU

    E aliás... mais, para quê ?

    ResponderExcluir
  26. Desejo o teu desejo de desejar e ser desejada...

    ResponderExcluir
  27. Parabéns por este poema com tanta energia positiva...
    Continue a brilhar sempre assim...

    O meu Abraço de Luz!

    ResponderExcluir
  28. Oi Andrea,
    A parte que mais gostei foi a penúltima estrofe. E amei participar da Tertúlia.
    Abraços,
    Helen

    ResponderExcluir
  29. Amei seu poema, e tudo em seu blog!! voltarei mais vezes, bjo ...

    ResponderExcluir
  30. Parabens.... otimo post, imagem...
    E tambem o blog...

    Gi,
    roma

    ResponderExcluir
  31. Olá amiga. As minhas desculpas de só agora a visitar, mas são muitos participantes e o tempo escasso, mas cheguei. "O meu desejo resiste e não desiste dessa ambição de criar e apenas ser". Ora aqui está uma verdadeira lição do seu poema, sinceramente gostei. Foi um prazer passar pelo seu cantinho, até breve e obrigado. Tudo de bom para si amiga.

    ResponderExcluir

[atravesso o vidro através do som]

Algo excêntrico, alucinador «The official video for Hard Times, taken from the album 'The Bachelor' - released in June 2009. Directed by Ace Norton.»